Poesia: Sê - Pablo Neruda





Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.

Pablo Neruda

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Obrigada por dedicar alguns minutinhos do seu tempo para comentar aqui.
Isso me motiva a continuar."
Volte Sempre!


Beijos ; )

3 comentários:

  1. Adorei. Participando do sorteio. O Blog ta lindo.

    ResponderExcluir
  2. Amiga, Pablo Neruda é demais!!!!!!
    adorei o poema, pois temos que tentar ser realmente melhores naquilo que podemos....ser sempre o melhor,para isto temos que amar o que fazemos, não é verdade\?
    O segredo da vida está em Amar tudo o que somos e Amar tudo que temos e fazemos, para sermos únicos !
    Bjus coração,querida!
    FB http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  3. Desculpe, mas há aqui uma informação que necessita de correção. Acontece que este texto vem sendo erroneamente atribuído ao Neruda, mas na realidade é uma adaptação do poema de Douglas Mallock , poeta americano cujo título é Be the best of whatever you are como se pode verificar em
    http://pt.wikiquote.org/wiki/Pablo_Neruda e http://www.inspiring-quotes-and-stories.com/be-the-best-of-whatever-you-are.html
    Ou aqui http://www.rosangelaliberti.recantodasletras.com.br/blog.php?idb=9097

    ResponderExcluir